Investigação
Novo centro de excelência de doenças raras PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 20 Junho 2014 16:06

 

O Centro Hospitalar do Alto Ave e a Associação Raríssimas estabeleceram uma parceria para diferenciar o tratamento dos doentes com doenças raras.


O protocolo rubricado pelas duas entidades vai permitir

um acompanhamento específico e adequado para estes
doentes.
O Centro Hospitalar do Alto Ave e a Raríssimas passam a
cooperar na referenciação, tratamento e acompanhamento dos portadores de doenças raras e suas famílias, na implementação e desenvolvimento de projetos de investigação conjuntos e na troca de experiência sobre doenças raras. Doentes portadores de doença rara obrigam a uma intervenção interdisciplinar, estando agora criadas no Centro Hospitalar do Alto Ave as condições indispensáveis a este acompanhamento especial.
Com este protocolo, o Centro Hospitalar e a Raríssimas sublinham que os doentes portadores de doenças
raras merecem um tratamento especial nos circuitos de atendimento hospitalar.
Recorde-se que ainda recentemente este centro hospitalar recebeu por parte do Ministério da Saúde, juntamente com  Centro Hospitalar Universitário de Coimbra e o Centro Hospitalar de Lisboa Norte, a designação de centros de excelência de doenças lisossomais de sobrecarga
“É o reconhecimento de um trabalho de anos que, de alguma forma, demonstra o nosso mérito nesta área. As características da nossa região, em Guimarães e em outras zonas da nossa área de influência, fazem com que haja uma grande prevalência destas doenças. Ao longo do tempo fomos acumulando experiência, que foi agora reconhecida”, refere Olga Azevedo, médica cardiologista do CHAA.

O CHAA é o maior centro ibérico de doenças raras, sendo mesmo um dos maiores centros europeus de tratamento da Doença de Fabry.

 

 
Jovens bipolares têm familiares com distúrbios PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 30 Setembro 2009 00:00

Três em cada quatro jovens que sofrem de distúrbio bipolar, com episódios maníacos, têm parentes a quem foi diagnosticada alguma perturbação psiquiátrica, revela um estudo publicado no livro Clinical Aspects of Mania, hoje apresentado em Lisboa.  

Continuar...
 
Doentes vegetativos conseguem aprender PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 30 Setembro 2009 00:00

Um grupo de investigadores do Reino Unido e Argentina descobriu que os pacientes em coma ou com o mínimo de consciência  conseguem aprender e têm uma consciência parcial. Também conseguem formar memórias. O estudo, que se baseou na experiência de Pavlov, pode ser um passo para a melhor recuperação destes doentes.

Continuar...
 
Investigação Oncológica de topo PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 30 Setembro 2009 00:00

Portugal está ao nível dos melhores em termos internacionais no que toca à investigação oncológica. Esta é a convicção de Adalberto Campos Fernandes, presidente do Conselho de Administração do Hospital de Santa Maria, em declarações ao POP, durante a segunda edição do Health Economics, um fórum sobre farmacoeconomia.

Continuar...
 
Investigação Nacional sobre Alzheimer e Doença dos Pezinhos PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 29 Setembro 2009 00:00

Instalado no Centro de Física Computacional da Universidade de Coimbra, um supercomputador coloca 520 processadores ao serviço da investigação.O Milipeia é o único supercomputador existente em Portugal, mas mesmo assim a sua utilidade para os investigadores portugueses não se põe em causa, investigando doenças como o Alzheimer e a "doença dos pezinhos".

Continuar...